14 abril 2012

Concepções Fraternais - 14.04.2012




Andaste sem apreço à vida ou sem conseguir entregar-te a vivência de felicidade, a qual ainda não alcanças-te, e não consegues nem mesmo determiná-la ao longe. Entenda que não se deve dar passos maiores que os próprios pés, mas é necessário procures adiantar-te na direcção de tua própria libertação de interesses que em verdade apenas farte-ao enveredar na dor e desilusão. Providencial ao coração o equilíbrio intimo decide vigorosamente a nosso favor. Grandes contingentes de seres vindos de outras esferas, planetas e planos dimensionais têm cedido recursos infinitos ao nosso dispor, para que vençamos a nós mesmos e aos que nos fragilizam, a sociedade fazem-na ser um vale de lágrimas dos desvalidos socialmente.


Mas os desvalidos são de facto em numero e intensidade colossal, na qual nem imaginam. As informações e conhecimentos já instalados no nosso mundo, têm feito grande progresso nas consciências no decorrer dos milénios. Mas ainda falta uma maior integração do ser humano com a natureza e com os seus semelhantes. E embora seja, aos nossos olhos, um contingente de biliões de seres a experiênciar lutas redentoras no Planeta, civilizações diversas pro-vindas de diversos confins do Universo, compulsam experiências próprias. Todas em consonância ás suas necessidades e de seres que ainda estão na retaguarda, sejam em outros pontos da galáxia a que aportem e até mesmo em outros confins do Universo. 

Para bem entendam, é essencial esclarecer que verdades absolutas não valem pela falta de condições evolutivas que possibilite o entendimento de verdades tais. Por isto mesmo sabemos realidades relativas, porém não pseudo-verdades, mas ainda desprovidas da total clareza e profundidade pela ineficiência de compreensão destas ditas verdades absolutas. Mas tenhamos a certeza de que no momento certo, as conquistas paulatinas são legitimas dia a dia no rumo a verdades cada vez mais complexas e com mais lume. Neste vosso mundo, embora tenham alcançado grandes avanços científicos a outra parte essencial que se sobrepõe ao intelecto ainda está configurada de forma não tanto avançada e sublimada. Dizemos quanto ao amor, e nobreza de sentimentos. Conduzindo a civilização humana ao instante ideal para que a conquista de maior igualdade e felicidade se faça de forma cada vez mais efetiva. 

Compulsar destinos ao belo prazer não é razoável e nem justo, mas o vosso próprio destino, enquanto entidade individual, no sentido do melhoramento íntimo no trato quotidiano com os semelhantes é passo decisivo para a completa libertação de si e em consequências para que isto aconteça de forma coletiva. Entreguemo-nos ao trabalho justo, não apenas afiançando ganhos monetários, mas buscando através disto alcançar a instalação do bem mais e mais em nosso planeta. Continuaremos trabalhando em prol deste ideal a decifrar sempre necessidades mais imediatas aos corações.

Fraterno abraço! Shuh
Canal protegido

Copyright © 2012-2013.  Todos os direitos reservados. É dada permissão para copiar e distribuir este material contanto que o conteúdo seja transmitido integralmente e sem alteração, o autor seja creditado, seja distribuído gratuitamente, e esta nota de direitos e o link sejam incluídos.






Enviar um comentário