12 abril 2012

SAÚL - Sem Amor não haveria vida...


04/11/2012 

Saúl in other Languages


Antes que a ilusão se dissolva completamente, poderão ocorrer momentos de dúvida e de ansiedade

Despertar é o vosso destino e nada vos pode impedir de o alcançar. Alguns de vós podem estar a passar por períodos de dúvida e ansiedade, quando parece não terem conexão com os vossos próprios aspectos espirituais, durante estes últimos poucos momentos antes do vosso Despertar. Não se preocupem com essa sensação de separação; trata-se apenas de se tornarem conscientes do facto que na ilusão aparentam estar separados uns dos outros e de Deus, e isso é doloroso.
Escolhestes jogar o jogo da separação, e jogaram-no tão bem que esqueceram que estão eternamente e ininterruptamente conectados uns com os outros e com o vosso Pai. Agora, à medida que se aproximam do despertar deste intenso estado de ilusão, estão a recordar-se das regras do jogo e experimentam um pressentimento do que seria sentir a dor da separação de Deus, se ela pudesse acontecer. É algo verdadeiramente perturbador, mas que passará.
Sois eternamente Um com Deus; nenhum outro estado é possível. Contudo, antes que a ilusão se dissolva completamente, à medida que permitem que a glória da Luz divina vos envolva, podem ocorrer momentos de dúvida e ansiedade. São momentos irreais, imaginários, que vos distraem de viver no momento presente. Quando isso acontece, podem e devem efectivamente acrescentar força ao processo de despertar, focando-vos nos momentos de alegria e felicidade de que se lembram nas vossas vidas e, quando a dúvida ou a ansiedade surgem, recordem esses momentos, reconectem-se com os sentimentos então presentes, tornando-os reais agora. A energia que fomentarem ao focalizarem-se na dor e sofrimento do passado, atrair-vos-á de regresso à ilusão, porque apenas aí é possível ter essas sensações, e isso é algo que não quereis.
Nunca estais sós. Continuo a lembrar-vos isto porque, enquanto batalharem com as soluções diárias da vida dentro da ilusão, é quase impossível não o esquecerem. Quando se sentirem em baixo, deprimidos, ansiosos, arranjem algum tempo (apenas alguns minutos ou mesmo alguns segundos já ajudarão), relaxem a mente focalizando-vos na respiração, no vosso amor por alguém que vos é querido ou em qualquer outro estado pacífico, e peçam aos vossos guias, anjos, ou ao próprio Deus, que vos ajudem a libertar-se dos sentimentos que vos arrastam de volta ao pesadelo onde parece que o Amor não existe de modo significativo. E sereis ajudados.
Nunca esqueçam que foram criados no Amor e do Amor, mesmo que no vosso estado de ilusão não pareça ser assim. Sem Amor não haveria vida, nem existência, porque o Amor é Tudo o que existe; ele é Deus expressando-se a Si próprio através da Sua Criação. Sabendo isto, e sabem-no no mais profundo de vós mesmos, deixem partir as vossas dúvidas e receios, lembrando-se de que isto é absoluta e irrevogavelmente verdade.
O que estais a viver e a sentir à vossa volta, tal como a dor, o sofrimento, a traição, a insuficiência e o conflito, tudo isso é ilusório. Os vossos sistemas colectivos de cultura e crenças convenceram-vos do contrário, como parte do jogo infeliz que escolheram jogar, mas agora chegou o tempo de recusarem continuar a jogá-lo. Têm agora mais ajuda do que alguma vez tiveram para o fazer, portanto empenhem-se com a vossa fé de que é realmente assim e aceitem a assistência amorosa que vos está a ser constante e entusiasticamente oferecida em cada momento.
Ides despertar! Estiveram adormecidos e a sonhar durante demasiado tempo. É a vontade de Deus e a vossa, tal como tem sido desde a aparente separação entre vós e Ele, que despertem, e a Sua Vontade não será negada nem impedida. Voltem-se para Ele na vossa fé e peçam ajuda, pois Ele não poderá recusá-la. Sois os Seus filhos, eternamente amados, sem pecado e sem culpa, passando apenas por um terrível pesadelo. O Seu único desejo é que despertem para a alegria da Sua Presença e mais uma vez se conheçam a vós mesmos tal como realmente são.
Com muitíssimo Amor, Saul.

John Smallman 
 URL: http://wp.me/pwoMa-kV
                      









Enviar um comentário